adsense

Situações e hábitos que te fazem engordar - Parte I

Essa listinha de situações e hábitos que fazem com que a gente ganhe peso já circula na internet há algum tempo, mas achei legal colocar aqui pois traz dicas bem interessantes. Confiram a primeira parte:

Assistir à TV
Assistir televisão por períodos prolongados de tempo é um forte fator para a obesidade. Pesquisas recentes provaram que pessoas que assistem TV por volta de duas horas ao dia tem maior probabilidade de estarem acima do peso que aquelas que assistem somente meia hora por dia. Quando você assiste TV, você está virtualmente parado. Seu coração, pressão do sangue e metabolismo diminuem, resultando em uma queda de 20 a 30 calorias gastas por hora. Pesquisadores de Harvard mostraram que há uma ligação entre o volume de alimentos que as crianças ingerem e o tanto de TV que elas assistem.

Comer muito rápido
Esse é um hábito cada vez mais comum, principalmente em cidades grandes. Comer rapidamente faz com que você coma muito antes de perceber que já está satisfeito. O cérebro leva de 15-20 minutos para começar a enviar sinais de satisfação. Cientistas supõem que comer rapidamente é um fator de risco para uma sindrome metabólica, uma combinação de sintomas como pressão alta, obesidade, colesterol alto, e resitência à insulina.

"Beliscar" enquanto faz outra atividade
Se você come lanches ou bolachas enquanto trabalha em frente ao computador, ou dirige, ou assiste TV, fazendo compras com um amigo, conversando ao telefone, é provável que o estilo de “beliscar” durante as atividades aumenta as chances de você ficar acima do peso ou obeso.
Consumo frequente de fast-foods
Uma das razões para estarmos vendo mais casos de obesidade em nossa sociedade atual é que estamos muito estressados e ocupados para fazermos refeições saudáveis em casa, optando então por pegar ‘fast foods’ na lanchonete mais próxima. ‘Fast foods’ comprometem a qualidade da dieta ao substituir outros alimentos mais saudáveis. São também conhecidas por possuir alto teor de gordura saturada e trans, além de pouca fibra e grandes porções, o que leva à obesidade.

Comer para confortar emoções
Comer para conforto emocional é a prática de consumir largas quantidades de comida em resposta a sentimentos (como depressão, ansiedade ou solidão), ao invés de fome. Especialistas estimam que 75% da alimentação ‘extra’ é causada pela emoções. Quantas vezes você não se pegou indo até a cozinha atrás de uma bolacha, ou mandando ver em ‘junk food’ quando você está estressado, mas não necessariamente com fome?

Falta de tempo para exercícios físicos
Com todas as demandas da sua agenda, fazer exercícios pode ser a última coisa da sua lista de prioridades. Nesse caso, você não está sozinho. Vivemos uma vida mais sedentária que nossos antepassados, mas mesmo assim nossas mentes parecem estar sempre correndo de tudo o que realmente temos que fazer. Infelizmente, entre ficarmos parados no trânsito, trabalhar, e sentar cansados na frente da TV ao fim do dia, exercícios podem acabar ficando de lado.

Dormir pouco
Dormir pouco pode aumentar o risco de obesidade ao aumentar a produção de grelina (um hormônio estimulador de apetite) e diminuir a leptina (um supressor de apetite). Um estudo mostrou que, comparando com oito horas de sono, cada hora a menos resultou em um aumento de até 3% na gordura corporal.

Desconhecer quantidades de calorias e gorduras
Muitas pessoas comem alimentos sem ter idéia de valores calóricos ou de gordura. Isso leva a ganho de peso e hábitos alimentares pouco saudáveis, porque você pode facilmente comer o dobro de calorias necessárias para manter seu peso. Fica difícil perder peso, se você não sabe quantas calorias está comendo.


As imagens e o texto deste post foram retiradas da internet e os créditos são desconhecidos.

Nenhum comentário :

Postar um comentário