adsense

"Ser universitário e alimentar-se bem: realidades opostas ou não?"

Saiu hoje no Webjornal da Unesp uma matéria com a minha participação, falando um pouquinho sobre a vida dos universitários em relação à alimentação.

Veja alguns trechos da matéria:

"Ok, o tempo é corrido. Você estuda, tem muitos trabalhos pra fazer, provas pra estudar e ainda tem que passar a tarde no estágio. Pra piorar, chega em casa cansado e não tem a mamãe lá com o jantar pronto te esperando.
Ser universitário e não morar com os pais pode te deixar sem tempo para se cuidar e muito menos para se preocupar com outras coisas que não sejam suas obrigações básicas. Nesse contexto, a alimentação saudável acaba sendo deixada de lado: a preferência vai, muitas vezes, para lanches rápidos, comidas industrializadas congeladas – é só esquentar no microondas, que maravilha! –  e muito fast food.
Também é muito comum pular refeições , você acorda atrasado e não dá tempo de tomar café da manhã antes de ir pra aula! Ou então vai ter que ficar fazendo um trabalho na hora de almoço e não vai poder parar para se alimentar… Mais tarde você acaba fazendo um “almoço-janta” – e está tudo certo.
Mas está tudo certo mesmo?! Cuidado! Uma alimentação desregrada pode prejudicar muito sua saúde e até o seu desempenho acadêmico.

Entenda como funciona seu organismo

A nutricionista Laís Simino explica que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, pois, durante o sono, passamos muitas horas sem nos alimentarmos, mas o nosso corpo continua utilizando nossas reservas de energia para que as funções vitais sejam mantidas. Ao nos alimentarmos pela manhã, repomos esse estoque de energia. Sem essa reposição, nosso corpo começará a “economizar” energia onde puder, prejudicando o aprendizado e as atividades intelectuais."

Clique aqui para ler a matéria completa!

Nenhum comentário :

Postar um comentário